44 estagiários médicos iniciam Curso de Extensão e Atualização Médica na Santa Casa de Santa Fé do Sul

16/02/2017 12:24

A Santa Casa de Misericórdia de Santa Fé do Sul em parceria com a UNIVERSIDADE BRASIL iniciou a Turma B do Curso de Extensão e Atualização Médica no último dia 13.

 

A Turma A teve início em 25 de janeiro de 2017. Das sessenta vagas disponibilizadas pela entidade, quarenta e quatro já foram ocupadas.

O curso tem como finalidade receber alunos que são formados em medicina no exterior, podendo assim capacitá-los e torna-los aptos a exercerem a profissão no Brasil, através da UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso) para conseguirem o CRM.

 

O foco do curso é levar aos alunos todo conhecimento necessário sobre o SUS – Sistema Único de Saúde, assunto este que compõem cerca de 70% da prova de revalidação do diploma de medicina, “estes alunos são formados no exterior e não conhecem esse sistema, já que só o Brasil tem o SUS, o intuito do curso é aprender sobre o Sistema Único de Saúde, não é ter a formação médica, isso eles já tiveram, não somos um curso de aprimoramento, nem uma residência médica, claro que durante o processo eles receberão conteúdos clínicos, mas este não é o foco”, disse Adilson Arruda Ramin, gestor assistencial da Santa Casa.

O curso terá a duração de um ano, distribuídos em 2.250 horas/aula, os alunos cumprirão cinco grades, sendo elas: pediatria, ginecologia obstetrícia, clínica médica, clinica cirúrgica e saúde coletiva (ESF – Estratégia Saúde da Família). 50% do curso serão voltados à área hospitalar e os outros 50% a área saúde coletiva, “dentro da saúde coletiva esses estagiários conhecem a saúde comunitária, eles têm acesso à comunidade, fazem visitas junto com os agentes comunitários, participam de diversos programas, como o de hipertensos, diabéticos, pré-natais, entre outros”, afirmou o diretor médico do curso, doutor Luiz César.

Vale ressaltar a população que esses alunos terão uma ligação direta com os pacientes da Santa Casa, como também dos postos de saúde do município, porém todo atendimento desenvolvido por eles serão supervisionados por médicos ou enfermeiros preceptores, esses alunos, mesmo sendo médicos formados, não podem: assinar receita médica; fazer nenhum procedimento evasivo; dar alta ao paciente; assinar atestado ou prescrever medicação.

 

Benefícios financeiros para a Santa Casa

 

A parceria entre a Santa Casa de Misericórdia de Santa Fé do Sul com a Universidade Brasil trará benefícios financeiros para a entidade, mensalmente um lucro aproximado de R$ 30 mil. “Os R$ 30 mil que a Santa Casa receberá por mês é de grande valia, pois ajudará na manutenção mensal, mas o maior lucro desta parceria, é a qualidade do atendimento à população e divulgação positiva de nosso município no Brasil e no Exterior” disse o Diretor de Marketing e Pessoal da Santa Casa.

DSCN4372