Influenza ou Gripe

18/04/2016 17:19

 

 

É uma doença viral febril aguda, geralmente benigna, que dura cerca de 7 dias, com início repentino dos sintomas como febre, calafrios, tremores, dor de cabeça, dor muscular, perda de apetite, tosse seca, dor de garganta e secreção nasal.

Os vírus influenza são transmitidos facilmente por aerossóis (gotículas) produzidos por pessoas infectadas ao tossir ou espirrar, a menos de 1 metro de distância.

Existem 3 tipos de vírus influenza: A, B e C.

O vírus influenza C causa apenas infecções respiratórias brandas, não possui impacto na saúde pública e não está relacionado com epidemias.

O vírus influenza A e B são responsáveis por epidemias sazonais, sendo o vírus influenza A responsável pelas grandes pandemias.

Os vírus influenza A são ainda classificados em subtipos. Os subtipos A(H1N1) e A(H3N2) circulam atualmente em humanos.

A Gripe ou Influenza acontece o ano todo, mais predominantemente no outono e inverno, quando temos menores temperaturas.

Idosos, crianças, gestantes, e pessoas com comorbidades como diabetes, asma, bronquite, insuficiência cardíaca congestiva, tem um risco maior de apresentarem complicações, devendo ser vacinados.

 

SINAIS E SINTOMAS

 

Infecção das vias aéreas, de início repentino, com febre (temperatura maior ou igual a 37,8°C)

Demais sinais e sintomas de aparecimento repentino:

Calafrios

Dor de cabeça

Mal-estar

Dor muscular

Dor de garganta

Cansaço

Secreção nasal

Tosse seca

Podem ainda estar presentes:

Diarréia

Vômito

Fadiga

Rouquidão

Hiperemia conjuntival

 

COMPLICAÇÕES

 

A evolução da doença geralmente é espontânea em sete dias, embora tosse, mal-estar e fadiga possam permanecer por algumas semanas. Alguns casos podem evoluir com complicações.

Complicações mais comuns:

Pneumonia bacteriana e por outros vírus

Sinusite

Otite

Desidratação

Piora de doenças crônicas como insuficiência cardíaca congestiva, diabetes, asma.

 

SINAIS DE AGRAVAMENTO (PIORA DO ESTADO CLÍNICO)

 

Início de dispnéia (falta de ar)
Persistência ou aumento da febre por mais de 3 dias
Piora de doença preexistente
Exacerbação de sintomas gastrointestinais em crianças
Desidratação.

 

CONDIÇÕES E FATORES DE RISCO:

 

Grávidas

Adultos maiores de 60anos

Crianças menores 5 anos

Pneumopatias (asma)

Tuberculose em todas as formas

Doença cardiovascular (exceto HAS)

Doenças renais

Doenças do fígado

Doenças do sangue

Distúrbios metabólicos – Diabetes

Transtornos neurológicos – lesão medular, epilepsia, paralisia cerebral, Síndrome de Down, acidente vascular cerebral

Obesidade (IMC >40)

 

PRECAUÇÕES PARA GOTÍCULAS

 

Quando em contato com pacientes com suspeita ou confirmação de infecção por Influenza (gripe).

Uso de máscara cirúrgica a menos de 1m do paciente
Higienização das mãos antes e depois do contato com o paciente

 

MEDIDAS QUE EVITAM TRANSMISSÃO DE INFLUENZA E OUTRAS DOENÇAS RESPIRATÓRIAS

 

Frequente higienização (limpeza) das mãos – principalmente antes de consumir alimentos.
Utilizar lenço descartável para higiene nasal.
Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir.
Evitar tocar mucosas de olhos nariz e boca.
Não compartilhar talheres, toalhas, travesseiros.
Limpar superfícies contaminadas com água e sabão.

 

VACINAÇÃO

 

A vacinação vai acontecer para alguns grupos específicos, pois apresentam maior risco de complicações ou são mais expostos aos vírus:

Pessoas com 60 anos ou mais

Privados de liberdade

Crianças de 6 meses a 5 anos

Funcionários sistema prisional

Profissionais da saúde

Gestantes

 

IMPORTANTE:

 

EVITE PÂNICO, a grande maioria dos casos de gripe são auto limitados e não trarão maiores consequencias.
EVITE CONTATO com pessoas doentes.
SE PROTEJA lavando sempre as mãos antes de se alimentar, ou em contato com superfícies potencialmente contaminadas.
Se você estiver com sintomas de gripe ou resfriado, use máscara comum para não contaminar outras pessoas.
Tampe nariz e boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar.
EVITE TOCAR boca, nariz e olhos com mãos sujas.
Se você se encontra em um dos grupos que deverá ser vacinado, a Vacinação em Santa Fé do Sul está programada para iniciar no início de MAIO, FIQUE ATENTO.
SE VOCÊ TIVER SINAIS E SINTOMAS DE GRIPE, PROCURE UM MÉDICO.

 

Drª. Ana Carolina R. Lacerda Casare

Clinica Geral – Santa Casa Santa Fé do Sul